Ag?ncia Nacional de Petr?leo, Biocombust?veis e G?s (ANPG) de Angola Demonstra alta Satisfa??o com os Resultados Finais da Ronda de Licita??es de 2020

MIL OSILUANDA, Angola, 16 de setembro 2021/APO Group/ —

Natacha Massano, Administradora Executiva da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis de Angola (ANPG), anunciou a satisfação da concessionária com os resultados da ronda de licitações na conferência AOG 2021 que decorreu em Luanda nos dias 9 e 10 de setembro; A ANPG irá adjudicar as concessões a 23 de setembro de 2021, para os vencedores da ronda de licitações; O anúncio foi feito durante a AOG 2021, organizado pela Energy Capital & Power (www.EnergyCapitalPower.com), um evento que pôs os líderes angolanos do petróleo e do gás frente a frente com investidores internacionais para discussões que visam acelerar o investimento na indústria energética angolana na sequência da pandemia COVID-19.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis de Angola (ANPG) anunciou a sua satisfação com os resultados finais da ronda de licitações de 2020. Os resultados superaram as expectativas da concessionária, apesar dos actuais desafios associados à pandemia global. Durante a conferência, a ANPG afirmou em várias ocasiões que Angola é actualmente o melhor mercado global para investir no sector petrolífero.

De acordo com a ANPG, assim que as concessões de petróleo forem atribuídas aos respectivos vencedores, a actividade no sector irá aumentar e poderá influenciar positivamente o crescimento das operações de petróleo e gás no país e poderá criar novas oportunidades de investimento contínuo, desenvolvimento de competências e evolução socioeconómica. Com esta ronda de licitações, a concessionária direcionou o foco dos campos de alta produção em águas offshore de Angola para explorações onshore, com o objetivo principal de desenvolver um sector de petróleo e gás que seja competitivo na África subsariana.

“Esta é uma indústria de capital intensivo e queremos garantir a criação de oportunidades de investimento para o desenvolvimento das actividades de exploração em terra. Estes resultados cimentam ainda mais a intenção da concessionária em desenvolver fortes capacidades locais de petróleo e gás que irão contribuir significativamente para o objetivo de independência energética de Angola,” disse Natacha Massano, Administradora Executiva da ANPG.

A concessionária espera adjudicar as concessões petrolíferas aos vencedores das licitações no dia 23 de setembro e em simultâneo, estão abertos a receber propostas de investimento para a nova ronda de licitações de oito blocos petrolíferos, dos quais três se situam na Bacia Marítima do Kwanza (blocos 721 821 e 921) e cinco na Bacia Marítima do Baixo Congo (blocos 1621, 3121 3221 3321 e 3431) como parte dos esforços da agência para impulsionar a exploração e produção de petróleo e gás em Angola.

A ANPG anunciou a nova ronda de licitações (https://bit.ly/3tPFLIP) na conferência de petróleo e gás, Angola Oil & Gas 2021, um evento onde os altos executivos da ANPG promoveram activamente Angola como o melhor mercado para investir na indústria de petróleo numa era pós-Covid 19. Os representantes da concessionária desempenharam um papel vital em vários painéis de discussão de alto nível, promovendo a posição da Agência como um parceiro crítico na criação de oportunidades de investimento de alto valor na indústria de energia de Angola.