Unidades básicas do Maranhão recebem R$ 2,8 milhões

MIL OSI

Source: Republic of Brazil

Headline: Unidades básicas do Maranhão recebem R$ 2,8 milhões

Recursos beneficiarão 12 municípios que fazem parte do Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde


por Portal Brasil


publicado:
27/09/2016 10h12


última modificação:
27/09/2016 15h01

Dezoite Unidades Básicas de Saúde (UBS) no Maranhão receberam R$ 2,8 milhões do Ministério da Saúde para construção, ampliação e reforma dos prédios.

Serão beneficiados 12 municípios: Caxias, Cidelândia, Chapadinha, Turilândia, Arari, Paço do Lumiar, Santa Rita, Cururupu, Santo Amaro do Maranhão, São João do Carú, Bacurituba e Balsas.

Os novos recursos fazem parte do Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde (Requalifica UBS), que tem por objetivo melhorar as unidades de saúde já existentes e possibilitar a construção de novas unidades para ampliar o atendimento gratuito à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os recursos, previstos no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), com exceção de uma reforma de UBS em Chapadinha (MA), são repassados aos Fundos Municipais de Saúde por meio do Bloco de Investimentos na Rede de Serviços de Saúde e do Bloco de Atenção Básica em Saúde de cada região contemplada.

O Requalifica UBS é uma das estratégias adotadas pelo governo federal para a estruturação e o fortalecimento da atenção básica em todo o Brasil. Por meio do programa, a pasta propõe uma estrutura física acolhedora e dentro dos melhores padrões de qualidade para as unidades. O Ministério da Saúde destina R$ 5,8 bilhões para a construção e a ampliação de cerca de 27 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) em mais de 5 mil municípios brasileiros.

O programa foi criado em 2011 e permite que sejam firmadas parcerias com os municípios para que os gestores locais possam estruturar seus postos de saúde e oferecer melhor atendimento à população.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde

Mais de 98% das crianças brasileiras lancham frutas, biscoitos e iogurtes

MIL OSI

Source: Republic of Brazil

Headline: Mais de 98% das crianças brasileiras lancham frutas, biscoitos e iogurtes

Foram analisadas as respostas dos pais ou responsáveis de 1.391 crianças, com idade entre 4 e 6 anos, de todas as regiões


por Portal Brasil


publicado:
26/09/2016 19h59


última modificação:
27/09/2016 10h19

O lanche entre os horários das refeições é uma prática de 98,20% das crianças brasileiras, sendo compostos, em média, por frutas, biscoitos e iogurtes. O lanche da tarde é mais frequente (96,69%) do que o lanche da manhã (71,17%).

Os dados foram revelados por estudo do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP), do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi (Hospital Infantil Sabará) e do curso de Nutrição da Universidade São Judas Tadeu, com o apoio da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

A pesquisa descreveu os hábitos alimentares de crianças em idade pré-escolar. Foram analisadas as respostas dos pais ou responsáveis de 1.391 crianças, com idade entre 4 e 6 anos, de todas as regiões do Brasil. A pesquisa constatou também que o valor calórico desses lanches, considerando nível socioeconômico e gênero, estava de acordo com o preconizado (entre 180 e 270 kcal), variando de 190 a 250 quilocalorias (kcal).

O lanche da manhã da Região Centro-Oeste e o lanche da tarde da Região Sudeste se mostraram abaixo da recomendação, com 146 kcal e 168 kcal. Os resultados servirão para orientar pediatras e nutricionistas.

Açúcar

O consumo de açúcar de adição, somadas às quantidades de açúcares do lanche da manhã e da tarde, aproximou-se do limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para dieta de uma criança de 4 a 6 anos: 22,5 gramas por dia.

Já a ingestão de frutas esteve presente em 98,8% das composições de lanches estudadas, que pode ser entendida como tendência de melhoria da educação nutricional no Brasil. O leite e bebidas à base de leite estiveram presentes em quase 10% das composições de lanches, e o suco compôs 8,3% dos lanches intermediários estudados. O refrigerante apresentou frequência de ingestão próximo a 5% no lanche da tarde das crianças.

“Na maior parte das vezes, o lanche não é completo em todos os grupos que gostaríamos que fossem. Parte da alimentação tem grande parte de alimentos com grande quantidade de açúcar. As crianças não estão ingerindo frutas, e os sucos que bebem são adoçados. Comem grande quantidade de cereais com muito açúcar, bolos e biscoitos recheados e ingerem pequena quantidade de alimentos lácteos”, disse Mauro Fisberg, um dos coordenadores do estudo e professor do Setor de Medicina do Adolescente da EPM/Unifesp.

Segundo ele, os reflexos negativos desses alimentos na saúde dependem muito da frequência do consumo, que, se for exagerado, pode gerar excesso de peso, obesidade e aumento de doenças crônicas. Por isso, ele destaca que é preciso educar os pais, já que o controle na escola é feito de forma razoável.

“Os maiores são mais difíceis de controlar porque têm maior condição de compra. Por isso, é preciso orientar os pais que organizam o lanche ou que permitem a compra. O lanche planejado é sempre melhor do que o colocado por acaso”, completou.

O lanche ideal

Conforme o Manual de Orientação do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), durante a idade pré-escolar é recomendado que sejam realizadas as refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), com três lanches intermediários entre elas: lanches da manhã, tarde e noite, em horários regulares e com intervalos entre duas e três 3 horas, suficientes para que a criança sinta fome na próxima refeição.

De acordo com as recomendações dietéticas do Manual do Lanche Saudável da SBP, o lanche intermediário para ser considerado saudável deve ser composto por uma fruta, um tipo de carboidrato e um alimento fonte de proteína, quase sempre láctea. No caso das bebidas, que seja água ou sucos não adoçados.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Vigilância Sanitária libera novo medicamento para gota

MIL OSI

Source: Republic of Brazil

Headline: Vigilância Sanitária libera novo medicamento para gota

Anvisa tem dado prioridade para análise de medicamentos novos no País para aumentar as opções de tratamento disponíveis


por Portal Brasil


publicado:
26/09/2016 18h05


última modificação:
27/09/2016 09h24

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um novo medicamento para o tratamento de gota, o Zurampic® (lesinurade).

O remédio é indicado para o tratamento da hiperuricemia associada à gota em combinação com um inibidor da xantina oxidase em pacientes acima de 18 anos.

A gota é uma condição metabólica que, na maioria dos pacientes, é resultado da excreção inadequada do ácido úrico, levando à hiperuricemia e deposição de cristais de urato nos tecidos do corpo. 

O medicamento será fabricado pela empresa Hovione Limited, localizada na Irlanda, e a titular do registro do medicamento no Brasil será a empresa Astrazeneca do Brasil Ltda.

Ação

A terapia combinada com lesinurade e um inibidor da xantina oxidase e age tanto na excreção quanto na produção do ácido úrico, proporcionando uma abordagem de duplo mecanismo que efetivamente reduz o ácido úrico sérico e permite que um número significativamente maior de pacientes atinjam e mantenham as metas do tratamento para o controle da doença.

Prioridade para inéditos

A Anvisa tem dado prioridade para análise de medicamentos novos no País para  aumentar as opções de tratamento disponíveis. Com isso, medicamentos inéditos ou genéricos inéditos podem entrar no mercado em menor tempo. Recentemente, por exemplo, a agência aprovou um novo produto biológico para o tratamento da hemofilia.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Anvisa

Morte de Shimon Peres

MIL OSI

Source: Republic of Brazil

Headline: Morte de Shimon Peres

Nota 


358


Foi com imenso pesar que recebi na noite de ontem a notícia da morte de Shimon Peres. Ministro, primeiro-ministro e presidente de Israel, Peres foi um estadista que, como disse quando o recebi em São Paulo, em 2009, personificou a história de seu país. Atuante na política desde antes da fundação do Estado de Israel, sempre acreditou na democracia e no diálogo como o caminho para a solução dos problemas nacionais e internacionais. Foi a personificação da busca pela paz, em Israel e no mundo.

Defensor incansável do Estado de Israel, o presidente Peres nunca desistiu de procurar a paz entre seu país e os vizinhos árabes. Ao lado de Yitzhak Rabin, negociou com Yasser Arafat os Acordos de Oslo, que deram aos três o Prêmio Nobel da Paz de 1994. Como primeiro-ministro e presidente, sempre procurou uma solução para o conflito entre israelenses e palestinos que assegurasse a existência de dois Estados, vivendo lado-a-lado em paz e segurança.

Neste momento de tristeza, transmito a todos os israelenses meus sentimentos pela morte deste que foi um dos grandes estadistas das últimas décadas.

José Serra
Ministro das Relações Exteriores

Reportar erro

Acessar página com todas as notas

Rotas de tartarugas marinhas podem indicar novas unidades de conservação

MIL OSI

Source: Republic of Brazil – Provinces

Headline: Rotas de tartarugas marinhas podem indicar novas unidades de conservação

Tartarugas-de-pente, gravemente ameaçadas de extinção, dependem de ambientes recifais saudáveis para alimentação e desenvolvimento


por Portal Brasil


publicado:
28/09/2016 15h58


última modificação:
28/09/2016 16h04

Uma pesquisa do Projeto Tamar, em andamento desde 2014, começa a mostrar que as tartarugas-de-pente podem ser indicadores na proposição de novas unidades de conservação (UCs) no litoral brasileiro.

A espécie depende de ambientes recifais saudáveis para alimentação e desenvolvimento; e precisam de atenção adicional por estarem entre as tartarugas marinhas mais ameaçadas de extinção no mundo.

Até agora, foram dois momentos de captura e marcação em 12 fêmeas rastreadas em 2014/2015; e mais 12 fêmeas rastreadas em 2015/2016. Destas, 20 alcançaram as áreas de alimentação. Nesta temporada de reprodução, que se inicia ainda em 2016, mais seis transmissores serão instalados em fêmeas que chegarão ao Estado do Rio Grande do Norte.

Quatro tartarugas pararam de transmitir antes de chegarem às áreas de alimentação, com deslocamento entre 15 e 58 km, permanecendo ao largo das praias de desova e fora de unidades de conservação.

Migrações

Nove tartarugas migraram para o norte (com deslocamentos entre 101 e 1515 km) e passaram pela Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual Recifes de Corais (RN), e duas se estabeleceram nos limites desta UC para a fase de alimentação.

Outras cinco tartarugas transitaram durante a migração pelas unidades e Reserva Extrativista Prainha do Canto Verde (CE), Parque Estadual Marinho da Pedra da Risca do Meio (CE) e APA das Reentrâncias Maranhenses (MA).

Sete tartarugas migraram para o sul (com deslocamentos entre 81 e 559 km), cinco tartarugas cruzaram os limites das APAs da Barra do Rio Mamanguape (PB), de Santa Cruz (PE), de Guadalupe (PE) e Costa dos Corais (PE/AL), na fase migratória.

Duas fêmeas definiram como área de alimentação a APA Costa dos Corais. Todas as tartarugas permaneceram na plataforma continental.

Projeto Tamar

O projeto Tamar protege cerca de 1.100 km de praias e está presente em 25 localidades, incluindo áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas experiências de conservação marinha do mundo, seu trabalho socioambiental, desenvolvido com as comunidades costeiras, serve de modelo para outros países.

Fonte: Portal Brasil, com informações do ICMBio, do Ministério do Meio Ambiente e do Projeto Tamar

Jardim do Museu da República recebe arte contemporânea

MIL OSI

Source: Republic of Brazil 2

Headline: Jardim do Museu da República recebe arte contemporânea

Com curadoria da museóloga Isabel Portella, 14 artistas irão propor, entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro, um diálogo entre as obras e a natureza local


por Portal Brasil


publicado:
27/09/2016 17h29


última modificação:
27/09/2016 17h45

A edição 2016 da ArtRio, feira que reúne galerias nacionais e internacionais desde 2011 na capital fluminense, terá, pelo segundo ano consecutivo, o projeto Intervenções Bradesco ArtRio ocupando, com arte contemporânea, os jardins históricos do Museu da República/Ibram, no bairro do Catete.

Com curadoria da museóloga Isabel Portella, 14 artistas irão propor, entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro, um diálogo entre as obras e a natureza local. A abertura acontece neste dia 27 (terça-feira), às 14h, e tem entrada franca.

“A ‘arte sem paredes’ como suporte, sem limites, sem portas de entrada, ganhando jardins e parques, proporciona diferentes e incontáveis leituras”, explica a curadora, “traduzindo o pensamento artístico do nosso tempo”.

Tombado em 1938, o jardim do antigo Palácio do Catete, que se espalha por uma área de 12 mil m², já passou por reformas, mas mantém o projeto original criado pelo paisagista francês Paul Villon (1841-1905), responsável por outros projetos na cidade do Rio de Janeiro, quando o palácio tornou-se sede da Presidência da República (1896).

Aproveitando o momento da ArtRio, no dia 27, a Galeria do Lago do Museu da República, dedicada a divulgar arte contemporânea, abre a exposição Objetos Notáveis, em que a artista visual Carla Chaim apresenta o resultado de um ano de pesquisa no museu, como parte do prêmio Foco Bradesco ArtRio 2015.

No dia 29, às 11h, acontece um encontro com a curadora Isabel Portella e a artista. A exposição pode ser visitada gratuitamente até o dia 27 de novembro. Saiba mais sobre o museu e como chegar.

Outros circuitos

Além do Museu da República, outros museus da rede do Instituto Brasileiro de Museus integram os Circuitos Artísticos da ArtRio, que levam o público a conhecer roteiros de arte que estão em locais de visitação pública.

O Museu da Chácara do Céu, em Santa Teresa, integra o circuito Museus e Espaços Culturais, com foco em arte moderna, popular e contemporânea.

O Museu do Açude, no Alto da Boa Vista, faz parte de dois roteiros: Circuito Tim Blue Man Group, com a azulejaria portuguesa presente no museu, e Circuito de Arquitetura – museus tombados, locais considerados “fundamentais na história da cidade e dos cariocas”. Nesse circuito, inclui-se ainda o Museu Villa-Lobos/Ibram em Botafogo.

Já o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), na Cinelândia, integra o Circuito Artístico O Meu Rio. Para o curador Marcos Veloso o Rio é “repleto de lugares, de pequenas ‘quebradas’, de pontos quase imperceptíveis no mapa e de intensos e mutantes fluxos e trechos”.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ibram e ArtRio 2016

Mais da metade dos casos de estupro em SP ocorrem com conhecidos ou familiares

MIL OSI

Source: Republic of Brazil – Provinces

Headline: Mais da metade dos casos de estupro em SP ocorrem com conhecidos ou familiares

Estudo do Instituto Sou da Paz mostra que mais da metade das vítimas são mulheres e têm menos de 18 anos


por Portal Brasil


publicado:
27/09/2016 18h37


última modificação:
27/09/2016 19h40

A cada dez casos de estupro registrados no primeiro semestre deste ano, seis vítimas foram violentadas por pessoas do círculo social. Os dados são de levantamento do Instituto Sou da Paz, referentes à cidade de São Paulo.

Quase 59% dos registros apontam que o autor era conhecido, familiar ou pessoa com a qual se relacionou. Quando o autor do crime era conhecido, os mais citados foram vizinhos (22,7%), colegas (18%) ou amigos da família (10,2%).

O estudo mostra ainda que a maioria das vítimas são mulheres (87,6%), e que elas são, em sua maioria, menores de 18 anos (60,6%). No caso de crianças menores de 10 anos, a autoria é de familiares em quase metade dos registros.

No intervalo analisado, foram feitos 4.736 boletins de ocorrência de estupros em todo o Estado de São Paulo, 4,5% a mais que nos mesmos meses de 2015.

Crianças

Ao todo, entre janeiro e junho deste ano, o Disque 100 da
Secretaria Especial de Direitos Humanos registrou 42.450 denúncias de violência contra a criança. O mais comum é que essas violações aos direitos das crianças sejam praticadas dentro de casa (43,42%). A violência sexual foi registrada em 18,35% dos casos.

Além do Disque 100, outra maneira de delatar esses casos é por meio do aplicativo Proteja Brasil, que também possibilita fornecer um guia de tira-dúvidas sobre como identificar possíveis situações de violência.

Ligue 180

No mesmo período, o Ligue 180 registrou 555.634 atendimentos, mais de 3 mil por dia em todo o Brasil. O Ligue 180 é a Central de Atendimento à Mulher da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), número em que podem ser feitas denúncias de forma anônima e gratuita.

Houve relatos de violência em aproximadamente 68 mil atendimentos (12,23%). Em 67,63% dos casos, as violências foram cometidas por homens com quem as vítimas têm ou tiveram algum vínculo afetivo: atuais ou ex-companheiros, cônjuges, namorados ou amantes das vítimas.

A quantidade de atendimentos feitos na primeira metade de 2016 é 52% maior que os realizados no mesmo período do ano passado, 364.627. Para a SPM, é um sinal de que as pessoas estão perdendo o medo de denunciar e mais preocupadas com a violência contra a mulher.

Pelo serviço, também podem ser solicitadas informações sobre a legislação, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento e encaminhamento para outros serviços de teleatendimento, como o da Polícia Militar (190).

A central funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionada de qualquer lugar do Brasil e de mais 16 países

Fonte: Portal Brasil, com informações do Instituto Sou da Paz, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e da Secretaria Especial de Direitos Humanos

Secretário do Tesouro dos EUA elogia medidas econômicas do governo Temer

MIL OSI

Source: Republic of Brazil

Headline: Secretário do Tesouro dos EUA elogia medidas econômicas do governo Temer

Jacob Lew disse que a atual gestão está dando “importantes e ambiciosos passos” e transmitindo maior confiança ao setor privado


por Portal Brasil


publicado:
27/09/2016 18h52


última modificação:
27/09/2016 18h52

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jacob Lew, elogiou nesta terça-feira (27) as medidas econômicas adotadas pelo governo de Michel Temer para recolocar o Brasil no caminho do crescimento. Lew deu as declarações pouco antes de iniciar uma reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Segundo ele, o Brasil vive um momento de recuperação da confiança na economia após o que classificou como “recessão severa”. O secretário norte-americano destacou, ainda, que a administração Temer está dando “importantes e ambiciosos passos” e transmitindo maior confiança ao setor privado.

Desafios

“Há desafios no caminho à frente, mas entendemos que as reformas estruturais tomadas e os caminhos que estão criando são o correto para o retorno do crescimento no Brasil”, afirmou Lew, que, após as discussões com Meirelles e equipe, reúne-se com Temer no Palácio do Planalto.

O encontro com o presidente da República também terá a participação do ministro da Fazenda. Na agenda dos debates estão temas como macroeconomia, economia global, comércio e cooperação bilateral, e reformas no Brasil e nos Estados Unidos.

Meirelles salientou que esta é a primeira visita ministerial norte-americana na gestão de Michel Temer. “Além do mais, é a primeira vez que nos encontramos depois da cúpula do G20 em Hangzhou [na China]. Para nós, é uma oportunidade importante”, declarou o ministro.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Festival de Brasília abre as portas ao público nesta quarta-feira (21)

MIL OSI

Source: Republic of Brazil – Provinces

Headline: Festival de Brasília abre as portas ao público nesta quarta-feira (21)

Programação é gratuita, vai até 27 de setembro e inclui mostras de longas, médias e curtas-metragens e sessões paralelas, entre outros


por Portal Brasil


publicado:
21/09/2016 16h37


última modificação:
27/09/2016 18h25

A partir desta quarta-feira (21), a 49ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro abre as portas ao público. O evento, que tem apoio do Ministério da Cultura (MinC) por meio da Lei Rouanet, traz um panorama da diversidade da produção audiovisual brasileira.

Na programação, há mostras de longas, médias e curtas-metragens, sessões paralelas, debates, encontros, workshops e festival dedicado às crianças. O festival segue até 27 de setembro e, com exceção das mostras competitivas, tem entrada franca.

Uma das novidades é que, neste ano, o evento contará com nove filmes de longa-metragem na Mostra Competitiva (e não os tradicionais seis títulos), além dos 12 curtas ou médias.

Entre todos os selecionados para exibição, estão produções dos Estados de Minas Gerais (com cinco títulos), São Paulo e Rio de Janeiro (quatro filmes), Pernambuco (dois), Amazonas, Ceará, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Maranhão e Bahia (com uma produção cada um). Dentre os longas, coproduções internacionais, com Portugal e Costa Rica.

Celebrar o cinema brasileiro

“O festival é o primeiro de cinema nacional que surgiu no Brasil e o mais tradicional, por toda sua história e trajetória. Chegou a ser interditado por três anos durante a Ditadura Militar”, lembra Sérgio Fidalgo, coordenador do evento.

“Várias leis de incentivo ao audiovisual nasceram de debates de edições anteriores deste festival, e o MinC tem sido nosso parceiro ao longo de todos esses anos”, conta.

O encerramento do festival contará com a exibição de Baile Perfumado, de Lírio Ferreira e Paulo Caldas, no ano em que se celebram 20 anos de lançamento do filme. A obra dos dois realizadores marcou a retomada do cinema de Pernambuco.

Mostras e sessões especiais

Além das mostras competitivas oficiais (de curtas ou médias e de longas-metragens) e da Mostra Brasília, também de caráter competitivo, o festival traz mostras paralelas.

No festivalzinho, por exemplo, a criançada poderá conferir As aventuras do pequeno Colombo, animação de Rodrigo Gava, que brinca com a possibilidade de um encontro entre o navegador Cristóvão Colombo e o artista-inventor Leonardo da Vinci, no século XV.

O que queremos para o mundo? é uma ficção do mineiro Igor Amin, sobre a inventividade e a capacidade de transformar o dever escolar em uma grande aventura. Os filmes que integram as Sessões Especiais serão acompanhados de debates com equipe e realizadores.

Haverá ainda seminários, palestras, debates e curso que buscam aprofundar a discussão de questões ligadas à produção e distribuição de filmes, à representação de gêneros no cinema brasileiro, ao mercado, à linguagem, ao formato e à preparação de atores, entre outros.

Mostra Brasília

Outra atração do festival é a 21ª edição da Mostra Brasília. Seis longas e seis curtas, todos do Distrito Federal, vão concorrer ao Troféu Câmara Legislativa do DF e a prêmios no valor de R$ 200 mil.

A mostra ocorre nos dias 24 e 25 de setembro, sábado e domingo, no Cine Brasília. A lista com os classificados está disponível no site do festival.

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Até 27 de setembro.

Programação diária aqui.

Entrada gratuita.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Cultura e do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro 

Municípios terão reforço das Forças Armadas durante eleições

MIL OSI

Source: Republic of Brazil – Provinces

Headline: Municípios terão reforço das Forças Armadas durante eleições

Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul e Roraima vão receber o efetivo militar e os meios de transporte para o deslocamento das tropas


por Portal Brasil


publicado:
14/09/2016 16h34


última modificação:
27/09/2016 18h22

Militares da Marinha, Exército e Força Aérea vão atuar no apoio logístico das eleições municipais deste ano em 107 cidades. Até o momento, esse apoio se dará nos Estados do Acre (41 localidades), Amazonas (29), Amapá (5), Mato Grosso do Sul (4) e Roraima (28). Além do efetivo militar, também serão utilizadas aeronaves, embarcações e viaturas para o deslocamento até os locais de atuação das tropas.

Desde 1994, a Justiça Eleitoral conta com o apoio logístico das Forças Armadas para locais de difícil acesso ou em situação de violência durante as eleições. Previstas para os dias 2 e 30 de outubro, as eleições municipais contarão com as Forças Armadas para transporte de pessoas e materiais utilizados durante a votação e apuração.

O apoio das Forças Armadas a esses locais foi oficializado nesta quarta-feira (14) por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União. Segundo o texto, o Ministério da Defesa empregará tropas das Forças Armadas durante o período eleitoral, atendendo à solicitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segurança

Os Estados do Rio de Janeiro e Tocantins deverão receber tropas militares para apoio na segurança durante o processo eleitoral. O número de localidades atendidas e do efetivo empregado pode aumentar, conforme novas solicitações do Tribunal Superior Eleitoral.

Para atuação das Forças Armadas no pleito deste ano, o presidente Michel Temer assinou um decreto, publicado no dia 23 de agosto, em que autoriza o emprego dos militares para a garantia da ordem pública durante a votação e apuração das eleições.

Além do apoio logístico, as Forças Armadas, quando solicitadas, podem atuar na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no primeiro e segundo turno das eleições, com a finalidade de permitir que os candidatos entrem em redutos eleitorais com segurança, bem como no entorno da área de votação. A atividade, prevista na Constituição, também assegura condições para que a população possa exercer a cidadania e votar com tranquilidade.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Defesa