30ª Festuris é aberta para visitação

Source: Republic of Brazil 2

EVENTO
Ministro e secretário nacional de Promoção do Turismo conheceram área de exposição e comercialização da feira que é uma das mais tradicionais para se fazer negócios do setor no Brasil

Por Lívia Nascimento, enviada especial
Primeiros visitantes chegam à área de comercialização e promoção da feira. Foto: Roberto Castro/MTur
O primeiro dia de visitação da Feira Internacional de Turismo (Festuris), em Gramado (RS), foi marcado pela presença do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que conheceu espaços promocionais de destinos como Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Santa Catarina. Ele também circulou, na tarde desta sexta-feira (9), pelo estande do Ministério do Turismo no evento, que apresenta alguns dos principais programas e projetos da Pasta em uma área de 350 m2. A feira segue até domingo (11) na Serra Gaúcha e deve reunir mais de 15 mil profissionais do setor de todo o Brasil e de outros 65 países credenciados, o que garante à 30ª edição o mais alto índice de participação internacional já registrado na história da Festuris.
O estande do MTur promove 12 estados brasileiros, que estão divulgando aos visitantes alguns de seus principais atrativos. Alagoas, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro e Sergipe marcam presença no espaço. Além disso, Parques e Florestas Nacionais também puderam divulgar seu potencial para contribuir com o turismo brasileiro, ação realizada por meio da parceria entre MTur e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Considerado o país mais competitivo do mundo em atrativos naturais, o Brasil tem todas as condições de ampliar sua participação no turismo de natureza.
“Nós precisamos comercializar o Brasil dentro do nosso país, é por isso que estamos aqui neste momento. À medida que as empresas comercializam, elas se capitalizam – e isso gera mais postos de trabalho, mais renda, mais oportunidades para o brasileiro. O turismo pode fazer com que o ciclo econômico no Brasil seja maior e também mais veloz”, atestou Vinicius Lummertz, em referência à capacidade do turismo em ajudar o Brasil a restabelecer o crescimento da economia nacional.
Até domingo, os visitantes da feira poderão conferir de perto o Mercado da Agricultura Familiar, uma área destinada à comercialização de produtos da agricultura familiar provenientes de cooperativas de pequenos produtores das mais diversas regiões do Brasil. Outra atração do espaço institucional foi a Cozinha Show, pensada para divulgar os pratos típicos da culinária brasileira com a utilização de ingredientes da agricultura familiar. A gastronomia brasileira foi aprovada por mais de 90% dos turistas estrangeiros que estiveram no país em 2017.
HOTELEIRO – Como parte das comemorações do Dia do Hoteleiro, o ministro participou, ainda nesta sexta-feira (9), de almoço promovido pela Associação Brasileira da Indústria Hoteleira do Rio Grande do Sul (ABIH-RS), onde reforçou a importância do setor para a economia do país. “Uma terra deve muito a quem acolhe seus visitantes e sem dúvida o turismo brasileiro tem muito a agradecer a contribuição deste setor. Mas precisamos lembrar que precisamos estar cada vez mais abertos a receber mais visitantes e também investimentos, assunto fundamental para o desenvolvimento econômico do país”, disse.
O segmento hoteleiro responde por mais de 1,3 milhão de empregos diretos, além de garantir 675 mil empregos indiretos em todo o Brasil. Segundo o censo de hospedagem do MTur, são mais de 31,3 mil estabelecimentos de hospedagem em todo o Brasil, o que mostra a dimensão do segmento e sua relevância econômica.
Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz (ao centro), e secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur, Bob Santos, são recepcionados pelos anfitriões do evento, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello, e acompanhados por representantes do trade nacional. Foto: Roberto Castro/MTur
Edição: Vanessa Sampaio

MIL OSI