Loading…
You are here:  Home  >  MIL OSI  >  Brazil  >  Current Article

MME sai na frente nas cotas raciais

Published By   /   October 11, 2018  /   Comments Off on MME sai na frente nas cotas raciais

Source: Republic of Brazil 2

O programa de estágios do Ministério de Minas e Energia (MME) atingiu no segundo semestre a cota estabelecida por lei para negros e pardos. Cerca de 53% dos estudantes são afrodescendentes – um total de 60 pessoas que ocupam vagas na estrutura da Pasta. Desses, 43 são de nível superior e 17 de nível médio.
Crédo Zitti, 23 anos, natural de Benin, país situado na África Ocidental, veio para o Brasil em 2014. Estudante de Relações Internacionais na Universidade de Brasília (UnB), é um dos estagiários que trabalha no MME. Ele elogia o sistema de cotas dentro do contexto social brasileiro, mas ressalta que a iniciativa não é a solução definitiva para a inserção de negros no mercado de trabalho.
“Cotas são imprescindíveis, mas há que se melhorar o ensino público, permitindo a todos uma educação de qualidade, que consequentemente trará cidadãos mais conscientes de seus deveres e direitos, em busca de igualdade de condições para todos, independentemente de qualquer questão racial”, afirma o estudante.
Programa de Estágios
O decreto 9.427, publicado em junho deste ano, determina que 30% das vagas oferecidas nas seleções para estágio no âmbito da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, devem estar reservados a cidadãos negros e pardos.
No MME, o programa de estágios é aberto para estudantes que estejam frequentando o ensino regular, em instituições de educação de nível superior e nível médio. Para os que já estão na universidade, são oferecidas vagas em áreas como de Engenharia, Geologia, Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Relações Internacionais, Ciência da Informação, Direito, Comunicação, Jornalismo, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, entre outras.
O Comitê de Gênero, Raça e Diversidade do MME (Cogemmev) comemorou a marca alcançada pelo órgão em relação ao sistema de cotas. Segundo Márcia de Figueiredo, coordenadora do comitê, o programa vem possibilitando aos jovens vivenciar as carreiras escolhidas, principalmente algumas específicas, como engenharia de energia.
“Ao promovermos parceria com as universidades, observamos um movimento de incentivo por parte das instituições para que jovens estudantes negros e pardos, mulheres e homens, participem desses processos seletivos para estágio”, afirma.
“O MME, por meio do Cogemmev, vem unindo esforços para que todas as suas entidades vinculadas e autarquias aumentem o incentivo a jovens afrodescendentes, principalmente mulheres, para que procurem cursos de formação nas áreas de exatas, que atendam ao mercado de energia, mineração, petróleo e gás”, acrescentou.
Os interessados em participar do programa de estágios podem enviar currículo para o e-mail: estagiomme@mme.gov.br. O documento também pode ser entregue pessoalmente à área responsável pelo programa, que é a Divisão de Gestão de Estágio da Coordenação Geral de Recursos Humanos do Ministério de Minas e Energia, situada na Esplanada dos Ministérios, Bloco “U”, 1º andar, Sala 136.
Maiores informações podem ser obtidas nos telefones (61) 2032-5533, 2032-5139 e 2032-5619.
Assessoria de Comunicação SocialMinistério de Minas e Energia(61) 2032-5620ascom@mme.gov.brwww.mme.gov.brwww.twitter.com/Minas_Energiawww.facebook.com/minaseenergia

MIL OSI

    Print       Email