Loading…
You are here:  Home  >  MIL OSI  >  Brazil  >  Current Article

Ministro destaca importância da Economia Criativa para o turismo

Published By   /   September 15, 2018  /   Comments Off on Ministro destaca importância da Economia Criativa para o turismo

Source: Republic of Brazil 2

PALESTRA
No lançamento das Rotas Estratégicas para a Indústria Criativa de SC, ministro do Turismo apontou soluções para criar ambientes de desenvolvimento no Brasil

Ministro do Turismo faz palestra sobre Economia Criativa e Turismo na sede da FIESC, em Florianópolis. Foto: Divulgação/FIESC
Nesta sexta-feira (14) em Florianópolis, durante o lançamento das Rotas Estratégicas da Indústria Criativa em SC, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, defendeu que o país reaja para “superar dificuldades na criação de ambientes propícios ao desenvolvimento e à criatividade como formas de progresso social e econômico”. A atividade turística é um dos 16 setores eleitos pela Federação das Indústrias do Estado de SC (Fiesc) como “portadores de futuro”, termo internacional designado para identificar atividades que vão crescer e criar empregos nos próximos 20 anos.
Ao lado do presidente da entidade, Mario Cezar de Aguiar, o ministro afirmou que “o turismo hoje não é mais um setor, mas uma dimensão macroeconômica, porque impacta e comporta direta e indiretamente outros 52 segmentos. A Economia Criativa também já passou para esse patamar”, analisou.
Ele lembrou que o norte de Santa Catarina passou, há 20 anos, por um processo de internacionalização “que começou pela arte, pela criatividade, com a vinda da única escola do Balé Boshoi fora da Rússia para Joinville. Hoje, a cidade realiza o maior festival de dança do mundo. Ou seja, a criatividade e a arte geraram desenvolvimento e hoje o desenvolvimento gera mais criatividade e arte”, comentou.
Em sua palestra, Vinicius Lummertz destacou também a capacidade de geração de empregos do setor, que hoje é responsável por um a cada cinco postos de trabalho no mundo. Ele ainda criticou o fato de “o Brasil ter se fechado, depois de um momento de abertura nos anos 90, para os investidores. Eles querem vir para o nosso país, mas nós ainda criamos todos os tipos de impeditivos. É preciso mudar esse cenário”, ponderou. Na avaliação do ministro, o País que tem um dos maiores potenciais turísticos do mundo precisa se desafiar a “criar condições para o turismo crescer”.

MIL OSI

    Print       Email