Loading…
You are here:  Home  >  MIL OSI  >  Current Article

Estes concursos conseguiram consolidar e simultaneamente renovar o tecido das artes em Portugal.

Published By   /   May 17, 2018  /   Comments Off on Estes concursos conseguiram consolidar e simultaneamente renovar o tecido das artes em Portugal.

MIL OSI

Finalizados todos os concursos do Programa de Apoio Sustentado para o ciclo 2018-2021 , a área de governo da Cultura apresenta uma súmula com os principais resultados deste processo. 

Estes resultados permitem afirmar que estes concursos conseguiram consolidar e simultaneamente renovar o tecido das artes e do 3.º setor em Portugal.

Verifica-se que os agentes culturais que tinham anteriormente apoio, e cujas candidaturas foram consideradas elegíveis nestes concursos, renovam o apoio para o ciclo de 2018/2021. Destes agentes que mantêm o apoio, regista-se um forte aumento do orçamento concedido. No universo de 113 entidades, 100 têm reforço.

Regista-se também um alargamento do universo de agentes culturais com apoio, havendo um aumento do número de entidades apoiadas (+58) e mais 72 novas entidades a aceder a apoios sustentados.

Numa análise global, e considerando todos os agentes culturais, regista-se um aumento médio de 23 mil euros por ano, comparando com o ciclo anterior.

Estes concursos conseguiram garantir no Orçamento de Estado um aumento no quadro de financiamento para os próximos 4 anos com um aumento que representa 82%. Simultaneamente, estão disponíveis 83 milhões de euros de apoios ao setor das artes mais 37,6 milhões do que no ciclo anterior.

Verifica-se ainda uma maior diversidade da distribuição entre as áreas artísticas, pois foi incluída uma nova área respeitante ao Circo Contemporâneo e Artes de Rua, que contemplou o apoio a 3 entidades.

Esta diversidade existe também ao nível das regiões, tendo sido abrangidas, pela primeira vez, as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, com um total de 2 entidades apoiadas em cada uma.

    Print       Email